camaralenta_argentina

Câmera lenta.

104 páginas

Companhia das letras, 2017.

Vencedor do Prêmio Oceanos de Literatura 2018. 

 

edição portuguesa: Câmera lenta e outros poemas. Tinta da China, 2019.

(esta edição incluí, na íntegra, os livros Câmera lentaParis não tem centroEngano geográfico, além de uma seleção de poemas dos livros 20 poemas para o seu walkman e Um teste de resistores e inéditos em livro.Traz também posfácio de Victor Heringer, texto publicado inicialmente na edição espanhola de Error geográfico, pela Kriller71.)

edição argentina: Cámara lenta. Tradução de Rodrigo Álvarez. Buenos Aires: Zindo y Gafuri, 2020.